Divisa Nova

0
DADOS HISTÓRICOS DE DIVISA NOVA

Em 13 de julho de 1859, o Capitão Silvério Luiz de Figueiredo e sua esposa Rita de Cássia de Jesus, Manoel Joaquim de Figueiredo e sua esposa Bernardina Maria da Trindade, venderam por um conto de réis (moeda da época) uma área de 40 alqueires localizada no lugar denominado “Divisa”, na Fazenda Santo Antônio do Pinhal, a diversos moradores do local. Eram eles: Capitão Antônio da Silva Freire, Joaquim José de Figueiredo, Francisco José de Melo e outros, que formavam a “Sociedade Criadora da Povoação Nossa Senhora da Conceição da Divisa”.

Os vendedores também doaram parte do dinheiro para a formação deste patrimônio. A dita sociedade então doou a área para construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição e formação do povoado, inicialmente denominado ‘Conceição da Boa Vista”, em homenagem à santa de devoção dos moradores e ao belo aspecto do lugar.

Em 11 de março de 1870, Conceição da Boa Vista foi elevada à categoria de Freguesia Forânea de Cabo Verde, sendo logo depois desmembrada para pertencer ao município de Alfenas. Através da Lei Provincial nº 1.651, de 14 de setembro de 1870, confirmada pela Lei Estadual nº 02, de 14 de setembro de 1891, o povoado foi elevado à categoria de Distrito e recebeu o nome de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista.

Já no ano de 1911 e também nos quadros de apuração do Censo Geral de 1º de setembro de 1920, o Distrito de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista, com a denominação simplificada para Conceição da Boa Vista, voltou a fazer parte do município de Cabo Verde.

Através da Lei nº 843, de 7 de setembro de 1923, o distrito passou a se chamar Divisa Nova, isso em razão das terras cedidas para construção da primeira capela que deu origem à formação do povoado. Esta se situava na divisa de duas grandes fazendas, uma das quais denominada Fazenda da Divisa.

Com o Decreto-Lei 148, de 17 de dezembro de 1938, o Distrito foi elevado à categoria de município, mantendo-se o nome de Divisa Nova. Também ficou mantido o Foro da Comarca de Cabo Verde.

Desde o início da formação do povoado os habitantes acostumaram a referirem-se como moradores da “Divisa”, o que possivelmente colaborou para a não popularização dos outros nomes.

INFORMAÇÕES GERAIS

Área: 217,2 Km²

Altitude: 900 m

População total: 5.753 (Censo 2010)

Densidade demográfica: 3,25 pessoas por domicílio

Taxa de urbanização: 78,3% (2000)

IDH: 0,735 (PNUD/2000)

PIB: R$ 29.732 mil (IBGE/2005)

PIB per capita: R$ 5.015,00 (IBGE/2005)

Localização Geográfica: 21º 30’ 39” S  46º 11’ 45” O

Localização: Mesorregião: Sul/Sudoeste de Minas

Microrregião: Alfenas/Alto do Rio Pardo

Limites: Serrania, Alfenas, Areado, Campestre, Cabo Verde e Botelhos.

Relevo: Levemente acidentado, situando-se a aproximadamente 900 m de altitude.

Clima: Temperado, com médias anuais de 22ºC, apresentando ainda em média os seguintes picos de temperaturas: 35ºC (máxima); 10ºC (mínima)

Bacias Hidrográficas: Rio Cabo Verde e Rio Muzambo.

DIVISÃO ADMINISTRATIVA

Zona Urbana

Zona Rural: bairros Paca, Cavaco, Faxinal, Grama, Serrinha e Sertãozinho

VIAS DE ACESSO

LMG estadual pavimentada, que liga à BR 491 (Alfenas/Areado)

LMG estadual pavimentada ligando Divisa Nova à Botelhos

Estradas vicinal (não pavimentada) ligando à Cabo Verde, Campestre, Serrania e bairros rurais

CARACTERÍSTICAS SÓCIO-ECONÔMICAS

Agricultura 

Principal produto agrícola: café

Outros produtos com destaque: milho, feijão e arroz.

Pecuária: leiteira e corte

Além disto é forte o setor do comércio varejista, prestação de serviço e micro e pequenas indústrias principalmente da área de confecção.

Em função da atividade ser preponderantemente agrícola, há muita sazonalidade da oferta de empregos. Em determinadas épocas do ano, este índice é alarmante, chegando a aproximadamente 4% da população economicamente ativa.

SANEAMENTO BÁSICO

Abastecimento de água: COPASA

Zona rural: poços artesianos.

Rede de esgoto: responsabilidade da Prefeitura que faz a captação em 95% das casas

Coleta de lixo: responsabilidade da Prefeitura, atendendo 80% da população

Destinação do lixo: coleta seletiva de lixo reciclável às terças e quintas feiras e destinado para empresa especializada em reciclagem

Lixo orgânico: aterro controlado

Séptico: aterro para incineração

SAÚDE

O atendimento hospitalar no município é feito através da Irmandade Santa Casa de Misericórdia, entidade filantrópica conveniada com o poder público, para atendimento médico hospitalar e ambulatorial e serviços de urgência/emergência 24 horas. O corpo clínico é composto por três médicos, um bioquímico, um enfermeiro, seis auxiliares e demais profissionais que compõe a parte administrativa.

As ações de controle – acompanhamento e avaliação- são realizadas pelo Conselho Municipal de Saúde e pelo serviço específico da Secretaria Municipal de Saúde (Serviço de Controle e Avaliação), através de um médico auditor, o qual realiza este serviço junto à secretaria, incluindo: ações básicas de saúde, sistema de referência e contra-referência, atendimento especializado, tratamento fora de domicílio, serviço hospitalar em Urgência/Emergência e ações ligadas ao Programa Saúde da Família (PSF).

Todo o atendimento na área de saúde é gratuito para consultas e procedimentos de urgência e emergência, na Santa Casa. Quando de natureza grave, o município possui frota de veículos equipada para transporte a centros maiores.  A cidade está próxima a três grandes  hospitais em Alfenas (Alzira Velano, IMESA e Santa Casa), sendo dois deles com atendimento UTI e um considerado centro de referência em Minas Gerais.

Há também o posto do PSF no bairro Vila do Arco, e a Farmácia de Minas, no Centro, cujo rol de medicamentos oferecidos é complementado pela Prefeitura.

EDUCAÇÃO

O serviço educacional é público e de qualidade. Oferece, além do ensino fundamental, também o ensino médio. Encontramos divisa-novenses de sucesso nas mais diversas áreas profissionais: das ciências humanas, às sociais e às exatas.

 Classificação do Estabelecimento  Quantidade/Nome do Estabelecimento
 Pré – escolar  01/Escola Municipal Prof. Nei Paulo de Souza
 Fundamental (Urbana)  01/Escola Municipal Pref. José Silvestre Bastos
 Ensino Médio (Urbana)  01/Escola Estadual Secretário Tristão da Cunha
 Escola Especial – APAE  01/Escola Farmacêutico Hélio de Lima
 Creche  01/Prof. Ordália Magalhães Rabelo
 Centro de Atendimento ao Menor  01/Projeto Curumim

O Município oferece ainda transporte gratuito a alunos para ensino superior para os três grandes centros educacionais da região: Alfenas, Guaxupé e Machado.

CONHEÇA O MUNICÍPIO 

Divisa Nova é uma cidade pequena e acolhedora, que recebe com carinho os visitantes e turistas. Possui belas praças bem arborizadas, totalizando aproximadamente 1 km de extensão, de vias planas.  A visita ao Jequitibá Rosa, árvore gigantesca e milenar, é uma das atrações turísticas do município. Também a cachoeira do Pedregal, no Rio Cabo Verde, e a cachoeira que desagua no rio Muzambo. A apresentação da Banda Municipal no coreto da praça aos finais de semana chama a atenção da população, bem como dos visitantes.

Se você procura uma cidade tranqüila para descanso, onde possa desfrutar de uma paisagem bucólica, mas privilegiada pela natureza, venha conhecer Divisa Nova.  E se é adepto à ecologia uma caminhada até a mata, onde há a trilha da árvore Jequitibá, completará o seu passeio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here